sábado, 31 de dezembro de 2011

QUAL É A TUA MOTIVAÇÃO PARA OBRA MISSIONÁRIA



Publicado em  por Marvyo Darley & Priscila Darley


COMECE O ANO MUDANDO AS SUAS ATITUDES, DEIXE O PASSADO PARA TRÁS, "ENTREGA O TEU CAMINHO AO SENHOR CONFIA NELE E O MAIS ELE O FARÁ....."

Dez motivos para NÃO ser um missionário:
Se você tem algum dos pensamentos abaixo, ore e peça direção de Deus.
1. Você quer que as pessoas pensem que você é aventureiro, corajoso e nobre;
2. Você tem medo de compartilhar o evangelho com pessoas da sua própria cultura;
3. Você deseja “civilizar” outras culturas, especialmente de acordo com a sua própria civilização;
4. Você já tentou outras coisas e não sabe mais o que fazer;
5. Você pensa que isso finalmente te trará a satisfação e a paz que você tem procurado;
6. Seus pais eram missionários e você quer continuar os negócios da família;
7. Você deseja ver o mundo;
8. Sua igreja é muito voltada para missões e você não quer parecer menos espiritual por não fazer o que todo mundo também está fazendo;
9. Você gosta de construir casas para as pessoas;
10. Você pensa que isso te fará mais justo perante Deus.
 MAS SE  …
“Você adora Deus com todo o seu coração e é consumido pelo desejo de anunciar sua Glória”

DEZ MOTIVOS PARA SER UM MISSIONÁRIO

1. Você adora Deus com todo o seu coração e é consumido pelo desejo de anunciar sua Glória para todos os povos;
2. Você ama compartilhar o evangelho com os não crentes ao seu redor e gostaria de fazer o mesmo em outra cultura;
3. Você deseja ver o arrependimento e a fé que vem de Deus salvando uma cultura tão necessitada quanto a sua;
4. Você sente um chamado irresistível para pregar o evangelho e compartilhar o amor de Deus em outro país, e amigos seus que são maduros na fé também vêem esse caminho para você;
5. Você sente tanta alegria e satisfação em Jesus que não consegue simplesmente não querer servir os perdidos ao redor do mundo;
6. Deus usou seus pais missionários para fazer crescer em você um amor pelos eleitos de Deus espalhados pelo mundo que nunca ouviram o evangelho;
7. Você quer ver o mundo cheio da alegria e da glória de Deus;
8. Sua igreja muito voltada para missões te convenceu que seus medos e seu egoísmo estão te impedindo de perseguir sua vocação missionária;
9. Você gosta de plantar igrejas que ensinam e doutrinam seus próprios membros para diversos serviços;
10. Você é justo perante Deus mediante Jesus Cristo e deseja compartilhar essa mesma verdade com os outros.

Em. Mc.16: 15 "Ide por todo mundo, pregai o evangelho a toda criatura."

O IDE é do Senhor, mas a atitude de sermos participantes desta obra ou não é nossa. O Senhor sempre estará nos convocando, convidando a fazer parte desta grande comissão. E aí qual é a sua atitude???


Traduzido por Filipe Schulz  

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Em 2011 VOCÊ FEZ PARTE QUEREMOS AGRADECER, 2012 NOVOS DESAFIOS..


Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.

EQUIPE SEMIADECIN
Em 2011   a  equipe cresceu veja a equipe, 2012 possamos crescer mais.....

Dep. INFANTIL/SEMIADECIN

Iniciamos o ano com vários desafios, um deles foi jogar a semente missionaria no coração das crianças. Quando adulto amar e abraçar missões. Há uma frase: que falamos muito e fazemos pouco, não podemos ficar somente ouvindo, precisamos fazer algo.
Esta aliança Dep. Infantil/SEMIADECIN começou bem todo primeiro domingo de cada mês na Santa Ceia na direção Tia Liane do SEMIADECIN.
Tivemos um concurso da melhor cartinha, o Missionário escolhido foi o Pr. Pedro do Egito.
Tia Liane e os ganhadores da cartinha Missionária.

Estamos incentivando as crianças a contribuir com a obra missionaria no mês de Nov/2011 o Cofrinho Missionário alcançou a soma de R$ 15.00(moedas). Em 2012 vamos repetir o Concurso da melhor carta e a cada mês vamos aumentar a meta missionária.

MOMENTO TRISTE NOSSO TEMPLO

Este ano toda igreja sofreu com a perda do nosso Templo Sede, localizado na Rua Santa Maria, 28. SEMIADECIN sofreu junto a nossa Sala de Missões estava no Anexo do Templo conforme a foto, ficamos sem a sala.


A igreja se manteve de pé crendo no Deus vivo, vamos sentir saudades, mas precisamos avançar...........



Este é o nosso templo provisório Rua Joaquim Palhares, 105 em frente ao metrô do Estácio.


Este ano ADECIN tomou posse de um novo terreno são mil e oitocentos metros quadrados localizado Travessa Rio Comprido nº 13 a 17 no Estácio que será construído em 2012 um novo templo.

SEMIADECIN e ADECIN somos um.


DIRIGENTES, COORDENADORES DAS CONGREGAÇÕES

Queremos agradecer também aos Dirigentes das Congregações e Coordenadores de Missões. Sem vocês não tem como enviar as ofertas para os nossos missionários em campo. Queria colocar uma foto de cada Congregação, vocês merecem todo o nosso agradecimento.
Queremos agradecer ao nosso Ev. Vagner Martins(não esta mas no Autódromo) que contribuiu, cooperou, muito com o SEMIADECIN.
Congregação do Autódromo.
Equipe do SEMIADECIN, Coordenadora de Missões missionária Angelica da Congregação da Raia apoiando a congregação do Autódromo


Congregação de Pilares 1 

Congregação Turano

Congregação Conservatória

Agradecemos a participação da irmã Patrícia Telles que contribuiu com o seu Blog. Uma visão missionaria  http://missoes-patriciatelles.blogspot.com

Queremos agradecer você das Redes Sociais FACEBOOK, ORKUT que sempre nos faz uma visita no nosso Blog.



10º CONGRESSO DE MISSÕES EM CIDADE NOVA

Mas o maior desafio veio em setembro de 2011 10º Congresso de Missões em Cidade Nova. Tema: “Como podes tu estar descansando?” Jr.47:7. Foram 06 seis dias de Congresso, recebemos palestrantes ilustres como Pr. Valdeci Quevedo do Peru, Pra. Maria do Socorro do Ceará, a Miss. e cantora Elisete Gomes, a participação das irmãs de São Leopoldo RS. O Exercito de Israel,
Pr. Julio Cesar da SEMIPA, participação de cantores Vitorino Silva, Cantor Genes e outros.

EM 2012 já temos a data do nosso 11º Congresso de Missões
              04 a 08 de setembro 2012
FOTOS DO CONGRESSO DE 2011





VISITA DO NOSSO MISS. Pr.JONAS E FAMILIA

Agradecemos também ao casal missionário Pr. Jonas e Ester do Uruguai, que esteve conosco no aniversário da igreja e no culto de missões




CONTA BANCARIA MISSIONÁRIA

Outra vitória deste ano e a nossa conta Bancaria Missionária do SEMIADECIN

Banco Itaú  Agencia 0438  c/c. 69356-6




PALAVRA DO NOSSO Pr. MANACEIS COORDENADOR GERAL DO CAMPO DE CIDADE NOVA

Em nome de toda Diretoria do SEMIADECIN queremos agradecer a Deus em primeiro lugar, por tudo. Ao nosso Pr. Presidente Manoel Antonio Ribeiro, Dirigentes, Coordenadores, Missionários, membros e anônimos, e a você que esta lendo esta mensagem. Que sempre vem nos visitar. A você que ofertou. Mas uma vez muito         obrigado.
Que em 2012 possamos renovar a nossa aliança.











  





domingo, 25 de dezembro de 2011

PARTICIPE DESTE OBRA, FAÇA MISSÕES!!!

SEMIADECIN COOPERA COM ESTA OBRA VOCÊ TAMBÉM PODE PARTICIPAR.

www.sosafricaministry.org.com
www.pastorgomes.com
O Pastor Eliel Gomes da Silva, é brasileiro, nascido na cidade de Belém-Pará. É Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Pará, e advogado inscrito na O.A.B - secção do Pará. É Mestre em Teologia pelo Living Light Bible Institute and Theological Seminary # Santa Ana # Califórnia - U.S.A. É Ministro do Evangelho, ordenado em 1988, pela Convenção Dos Ministros e Igrejas Assembléias de Deus do Estado do Pará. Sendo membro efetivo da Convenção Geral dos Ministros e Igrejas Assembléias de Deus do Brasil - C.G.A.D.B. Em março de 1988, iniciou seu trabalho como missionário em Moçambique, sendo o primeiro missionário brasileiro ligado às Assembléias de Deus, a trabalhar naquele país a altura da guerra civil. Em 1989, organizou e fundou a missão denominada: Projeto Missionário S.O.S -ÁFRICA, que foi também a primeira missão brasileira a instalar-se em Moçambique depois da independência daquele país africano. Reside na República da África do Sul, de onde coordena toda atividade missionária no sul e sudeste da África.




PROJETO OPERAÇÃO RESGATE FOI LANÇADO OFICIALMENTE ESTE MÊS EM MOÇAMBIQUE



Desde o primeiro dia que cheguei em Moçambique, a questão da criança Africana me incomoda bastante. Todos estes anos me dediquei ao máximo em atender várias áreas da obra missionária, especialmente o aspecto social o qual é de extrema importância nestes países destruídos ao longo dos anos pela exploração colonial, guerras, escravidão, etc. Depois de muito orar creio que Deus me mostrou uma forma simples e objetiva de sair do campo do planejamento, das duvidas, medos, in-certezas e inquietações e partir para uma ação efetiva contra a pobreza, a miséria, a desnutrição que atingem mais de 80% da população infantil neste continente. Ainda que contando apenas com um pequeno apoio e algumas promessas, iniciei este mês na cidade de Dondo, em Moçam-bique a primeira fase de um projeto ao qual estou chamando de OPERAÇÃO RESGATE, pois o objetivo é RESGATAR OS FILHOS DA ESPERANÇA, nome que dou aos milhões de crianças moçambicanas que vivem em condição de extrema pobreza. O projeto é simples e consiste basicamente nesta fase inicial em fornecer uma alimentação de qualidade para crianças na faixa dos 03 aos 10 anos de idade. Escolhi uma de nossas igrejas, selecionamos cerca de 60 crianças (as fotos de algumas poderás ver aqui mesmo), e o que mais me impressionou foi que nós medimos e pesamos cada uma delas e tomando por base a fórmula fornecida pela OMS (Organização Mundial da Saúde) para se calcular o IMC (Índice de Massa Corporal), ou seja, na relação peso/altura, qual o mínimo que um ser humano pode ter, que é de 18.5 a 25.0; verifiquei que 98% das crianças que foram selecionadas está muito abaixo do mínimo estabelecido por esse órgão internacional. Na verdade, das 60 crianças, somente duas apresentaram IMC acima de 18.5. Esta foi uma constatação terrível que apenas comprovou aquilo que venho afirmando ao longo destes 23 anos de trabalho missionário.
Essas crianças vão receber semanalmente 280g de cereal tipo “CornFlakes” (flocos de milho), pois a dose diária indicada pelo fabricante é de 40g; 150g de leite em pó de alta qualidade(importado da Holanda); e 100g de açúcar granulado tipo exportação, pois é o açúcar mais saudável que existe. Isso dá um total de 2.385kg de alimento seco por mês, e isso para cobrir justamente a refeição que a maioria delas nunca tem; a refeição matinal. Contratamos pessoas para fazerem a distribuição semanal assim como para fazerem o acompanhamento e verificarem se as crianças estão realmente sendo alimentadas, e isso vai ser feito com visitas nas casas, por amostragem na parte da manhã, e sempre antes das 8hs.
Para nos certificarmos que as crianças terão onde comer o alimento, compramos tigelas e colheres, e fizemos uma experiência juntamente com os pais e responsáveis pelo acompanhamento. Além disso, também adquirimos cerca de 360 pequenos vasilhames de plástico, para o cereal, o leite e o açúcar e assim a criança recebe a sua dose semanal já devidamente embalada e acondicionada em recipientes apropriados, que vão garantir a quantidade certa, a qualidade e principalmente preservar de contaminação. Ao lado disso teremos também a parte espiritual. Cada semana, o grupo vai estar reunido no salão da igreja e antes de receber o alimento material, receberão o alimento espiritual, sob a forma de cânticos, ensinos bíblicos, etc. Como creio que este projeto tem tudo para dar certo já estou preparando outra igreja, na cidade da Beira, para a partir de Janeiro/2012, se Deus assim o permitir iniciar outro grupo, Nas fotos a seguir, uma parte das crianças, alimentos, material, e o pessoal envolvido no projeto.

EU QUERO TE CONVIDAR A SER PARTE DESTE GRANDE DESAFIO, ME AJUDE A CUIDAR DESTAS CRIANÇAS E DAR A ELAS A CHANCE DE PODEREM SOBREVIVER.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

NATAL, SERÁ QUE FAZ SENTIDO??

Papai Noel x Jesus
Postagem:hendersonorogers.blogspot.com

Ontem enquanto passeava pelo shopping com minha esposa observei uma cena que me fez refletir: Era uma loja de colchões e em cima de um deles havia um papai Noel todo agasalhado, enquanto isso, ao lado da cama onde ele estava, havia um presépio, e o “menino”Jesus estava no chão. E o pior de tudo: era véspera de Natal! Digo, estávamos na semana do Natal e, já que muitos só lembram-se do menino Jesus nesta época (se é que realmente lembram), Ele deveria ter um lugar melhor, não? Por mais tolo que possa parecer isso nos deve fazer refletir muito, afinal, qual é o lugar das coisas em nossa vida? Papai Noel está no colchão enquanto Jesus está... no chão?! Em tudo isso, onde é refletido o verdadeiro sentido do Natal?
Natal está às portas, e tudo o que vemos são promoções de natal, propagandas com temas natalinos nos quais o que mais aparecem são papais-noéis, harpas paraguaias, árvores de natal enfeitadas com luzes piscantes made in China tudo para fazer com que gastemos, gastemos e gastemos...
Enquanto há alguns dias fazia minha “feira” em um supermercado, observava carrinhos de compras lotados com bebidas e mais bebidas acompanhadas com produtos para satisfazerem a glutonaria e alguém ainda comentava que era apenas para as festas natalinas!
Você percebe que o Natal não é mais Natal? Quero dizer, o real sentido do natal está sendo trocado pelo prazer próprio enquanto o menino Jesus não tem tido um lugar especial em nossas vidas? À propósito, qual seria o real sentido do natal? Compras, festas, enfeites, comidas e roupas, viver o “lado Coca-Cola da vida”? Espera um pouco, mas onde está Aquele que deu início ao Natal? Onde está o menino Jesus retratado nos presépios? No chão? Escondido? Esquecido?
Art Buchwald, jornalista e humorista, satirizou essa realidade numa crônica intitulada: “Deve-se permitir, às igrejas, abrirem no dia de Natal?” Ele dizia que havia pessoas protestando contra as igrejas que tentavam dar um clima religioso ao natal. Um dos manifestantes argumentava: “Bastante dinheiro, tempo e propaganda foram colocados na preparação do Natal, para deixarmos que uma pequena minoria estrague o evento usando este dia para ir à igreja. Não somos contra igrejas, mas somos terminantemente contra estas igrejas permanecerem abertas no dia dedicado ao nosso faturamento”. Já pensou? Que pecado seria ir à igreja comemorar o natal, hein?
Isso dá maior base para pensarmos que o natal está perdendo seu sentido, justamente porque o menino Jesus tem sido colocado no pior lugar possível de nossas vidas, no chão. Mas afinal, qual seria o sentido do natal?
Antes de falar sobre esse assunto, devemos lembrar-nos que a Bíblia (o livro base para os cristãos e para muitos outros) não dá nenhuma base sobre a data do nascimento de Cristo, e mais ainda, se Jesus tivesse nascido em dezembro, os pastores não estariam apascentando suas ovelhas, já que seria época de frio intenso. Além do mais a Bíblia só menciona um dia como santo, santificado, sagrado desde a fundação do mundo (Êxodo 2:8-11) e certamente este não é o natal. Sendo assim, não é uma festa “ordenada” na Bíblia.
A história revela-nos que o Natal surgiu com uma prática de celebrar uma missa (por isso Christmas, derivado da palavra Christmesse, que significa “missa de Cristo”) à meia-noite, na véspera de 25 de dezembro, para comemorar o nascimento de Cristo. Alguns calculam a data baseando-se na ideia de que Cristo morreu no dia 25 de março. Assim, especula que Ele deve ter nascido nove meses depois dessa data, no dia 25 de dezembro. Mas há contradições já que outros consideram 25 de março como a data em que Jesus nasceu.
“A explicação mais comum” afirma Angel Manuel Rodríguez em uma matéria na Revista Adventist World, edição de dezembro de 2010, “é que o Natal, de algum modo, está associado ao culto romano ao ‘Sol invencível’ (Solis Invictus, em latim), o renascimento do sol, que era celebrado no dia 25 de dezembro. Isso pode explicar a importância das luzes durante a celebração do natal, por isso é comum a alegação que os cristãos adotaram e adaptaram uma festa pagã.” Isso pode ser até possível, mas não existem muitas evidências históricas para ser provado, como ele mesmo conclui.
A importância então não está na data em si, talvez seja por isso que a Bíblia não a revela, mas no motivo, no acontecimento, no fato de lembrarmos do nascimento dAquele que veio salvar a humanidade. O real sentido do natal portanto, está relatado na Bíblia, quando o próprio Deus se fez carne, o Criador tornou-se criatura, habitou entre nós para nos salvar do pecado e da morte eterna. É o maior feito, um presente de Deus para a humanidade (João 3:16). Como disse James Irwin, o oitavo homem a caminhar na lua, "É mais importante Deus ter andado na Terra do que o homem ter pisado na Lua." E quando penso no espírito natalino relatado na Bíblia, vejo anjos proclamando essa maravilhosa obra, homens trazendo presentes... tudo o contrário do que hoje é feito. Alguns poucos é que tem a coragem de proclamar sobre Jesus e quando o fazem são considerados por muitos como “crentes fanáticos”. Presentes só são oferecidos quando se espera algo em troca. O real sentido do Natal nos motiva a oferecermos presentes aos que necessitam sem esperar retorno, cientes de que “a recompensa virá na ressurreição dos justos” (Lucas 14:13).
Essa é a suma do real sentido do Natal e assim sendo, o Natal deveria ser o ano inteiro. Lembrar-se de Jesus, seguir seu exemplo e conselhos, ajudar aos necessitados assim como Ele nos presenteou. Não deveria ser dar lugar a papais-noéis, como a preocupação com comida, bebida, roupas, presentes para nós mesmos, e esquecermos do contraste exemplificado por Jesus, colocando-O em último na nossa lista de prioridades, deixando-O nada mais do que naquele presépio ao chão.
O lugar de Jesus não é num colchão, muito menos no chão, mas em nosso coração. É Ele mesmo quem diz “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.” (Apocalipse 3:20). Não desvie o foco dAquele por meio do qual o Natal se fez, Jesus. Torne-o o personagem principal do Natal, ou melhor, de sua vida!

O NATAL FAZ SENTIDO?????????????



segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

VOCÊ PODE IGNORAR. MAS ELA EXISTE. IGREJA PERSEGUIDA ORE



quarta-feira, 24 de agosto de 2011 Publicado por Fogo para Missões

"Nós, pois, jejuamos, e pedimos isto ao nosso Deus, e moveu-se pelas nossas orações."
Esdras 8:23


Em nossas comunidades temos diariamente uma experiência que podemos até mesmo não notar: a liberdade. Nesta liberdade podemos saltar de alegria, ser loucos por Jesus ou adoradores extravagantes, mas existe uma parte desta mesma Igreja que não experimenta tal previlégio, a parte que chamamos de Igreja Perseguida.

Esta Igreja também salta de alegria, mesmo diante da morte, não encare isso como algo poético ou romântico, sua dor é real. Os cristãos desta Igreja também são loucos por Jesus, à ponto de não negarem sua fé por nada, os adoradores desta Igreja levam sua extravagância a um nível alto demais para muitos de nós compreendermos, são pais, mães, filhos, maridos, esposas, são amados preciosos, dos quais certamente o mundo não é digno. 

Sim, também temos nossas lutas, e perseguições também, mas agora pense nestas mesmas situações num  lugar onde não há tempo para conflitos existenciais, para birras e divisões, onde simplesmente não há tempo. Podemos aprender muito com esta preciosa parte da Igreja, com a seriedade de sua fé, de seu testemunho.
Não devemos sentir culpa pela liberdade que desfrutamos, mas é nosso dever refletir e tomar uma postura diantes destas duas verdades: o que fazemos com esta liberdade? e o que fazemos pela Igreja Perseguida? Você pode até dizer que não há muito o que se fazer... mas não se esqueça da oração.

"Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos."
Tiago 5:16

NÃO IGNORE ESTA IGREJA EXISTE E CHORA!!!


sábado, 17 de dezembro de 2011

OS MÁRTIRES MODERNOS DO CRISTIANISMO

Vítimas do Islã radical – Os mártires modernos do cristianismo

Muçulmanos da Indonésia protestam, bradando suas espadas e mostrando que estão prontos para a “Jihad” (Guerra Santa), durante uma manifestação no complexo esportivo Senayan, em Jacarta (Indonésia). Os muçulmanos se reuniram para discutir sobre uma guerra contra a minoria cristã, depois que o governo ordenou o final da briga entre extremistas nas provícias de Maluku
Juliane Von Mittelstaedt, Christoph Schult, Daniel Steinvorth, Thilo Thielke, Volkhard Windfuhr

A ascensão do extremismo islâmico coloca uma pressão cada vez maior sobre os cristãos que vivem em países muçulmanos, que são vítimas de assassinatos, violência e discriminação. Os cristãos agora são considerados o grupo religioso mais perseguido em todo o mundo. Paradoxalmente, sua maior esperança vem do Islã politicamente moderado.
Kevin Ang é mais cauteloso hoje em dia. Ele espia ao redor, dá uma olhada para a esquerda para a longa fileira de lojas, e depois para a direita em direção à praça, para checar se não há ninguém por perto. Só então o zelador da igreja tira sua chave, destranca o portão, e entra na Igreja Metro Tabernacle num subúrbio de Kuala Lumpur.

A corrente de ar vira páginas queimadas da Bíblia. As paredes estão cobertas de fuligem e a igreja cheira a plástico queimado. A Igreja Metro Tabernacle foi a primeira de onze igrejas a serem incendiadas por muçulmanos revoltados – tudo por causa de uma palavra: “Alá”, sussurra Kevin Ang.
Tudo começou com uma questão – se os cristãos daqui, assim como os muçulmanos, poderiam chamar seu deus de “Alá”, uma vez que eles não têm nenhuma outra palavra ou língua à sua disposição. Os muçulmanos alegam que Alá é deles, tanto a palavra quanto o deus, e temem que se os cristãos puderem usar a mesma palavra para seu próprio deus, isso poderia desencaminhar os fiéis muçulmanos.
Durante três anos isto era proibido e o governo confiscou Bíblias que mencionavam “Alá”. Então, em 31 de dezembro do ano passado, o mais alto tribunal da Malásia chegou a uma decisão: o deus cristão também poderia ser chamado de Alá.
Os imãs protestaram e cidadãos enfurecidos jogaram coquetéis Molotov nas igrejas. Então, como se isso não bastasse, o primeiro-ministro Najib Razak declarou que não podia impedir as pessoas de protestarem contra determinados assuntos no país – e alguns interpretaram isso como um convite para a ação violenta. Primeiro as igrejas foram incendiadas, depois o outro lado revidou colocando cabeças de porcos na frente de duas mesquitas. Entre os habitantes da Malásia, 60% são muçulmanos e 9% são cristãos, com o restante composto por hindus, budistas e sikhs. Eles conseguiram viver bem juntos, até agora.
É um batalha por causa de uma única palavra, mas há muito mais envolvido. O conflito tem a ver com a questão de quais direitos a minoria cristã da Malásia deve ter. Mais que isso, é uma questão política. A Organização Nacional dos Malaios Unidos, no poder, está perdendo sua base de apoio para os islamitas linha dura – e quer reconquistá-la por meio de políticas religiosas.



Expulsos, sequestrados e mortos
Não só na Malásia, mas em muitos países em todo o mundo muçulmano, a religião ganhou influência sobre a política governamental nas últimas duas décadas. O grupo militante islâmico Hamas controla a Faixa de Gaza, enquanto milícias islamitas lutam contra os governos da Nigéria e Filipinas. Somália, Afeganistão, Paquistão e Iêmen caíram, em grande extensão, nas mãos dos islamitas. E onde os islamitas não estão no poder hoje, os partidos seculares no governo tentam ultrapassar os grupos mais religiosos assumindo uma tendência de direita.

Isso pode ser visto de certa forma no Egito, Argélia, Sudão, Indonésia, e também na Malásia. Embora a islamização frequentemente tenha mais a ver com política do que com religião, e embora não leve necessariamente à perseguição de cristãos, pode-se dizer ainda assim que, onde quer que o Islã ganhe importância, a liberdade para membros de outras crenças diminui.
Há 2,2 bilhões de cristãos em todo o mundo. A organização não-governamental Open Doors calcula que 100 milhões de cristãos são ameaçados ou perseguidos. Eles não têm permissão para construir igrejas, comprar Bíblias ou conseguir empregos. Esta é a forma menos ofensiva de discriminação e afeta a maioria desses 100 mil cristãos. A versão mais bruta inclui extorsão, roubo, expulsão, sequestro e até assassinato.
Margot Kässmann, que é bispo e foi chefe da Igreja Protestante na Alemanha antes de deixar o cargo em 24 de fevereiro, acredita que os cristãos são “o grupo religioso mais perseguido globalmente”. As 22 igrejas regionais alemãs proclamaram este domingo como o primeiro dia de homenagem aos cristãos perseguidos. Kässmann disse que queria mostrar solidariedade para com outros cristãos que “têm grande dificuldade de viver de acordo com sua crença em países como a Indonésia, Índia, Iraque ou Turquia”.
Há exemplos contrários, é claro. No Líbano e na Síria, os cristãos não são discriminados, e, na verdade, desempenham um papel importante na política e na sociedade. Além disso, a perseguição contra os cristãos não é de forma alguma um domínio exclusivo dos fanáticos muçulmanos – os cristãos também são presos, agredidos e assassinados em países como o Laos, Vietnã, China e Eritreia.
Manifestantes muçulmanos pedem, em Jacarta, “guerra santa” contra cristãos das Molucas.


Aprovação tácita do Estado
Os familiares de Bashir não foram os únicos a se mudar para Alqosh à medida que a série de assassinatos continuou em Mosul. Dezesseis cristãos foram mortos na semana seguinte, e bombas explodiram em frente às igrejas. Homens que passavam de carro gritaram para os cristãos que eles podiam escolher – ou saíam de Mosul ou se convertiam ao Islã. Das 1.500 famílias cristãs da cidade, apenas 50 ficaram. Bassam Bashir diz que não voltará antes de lamentar a morte de seu pai e seu irmão em paz. Outros que perderam totalmente a esperança fugiram para países vizinhos como a Jordânia e muitos mais foram para a Síria.
Em muitos países islâmicos, os cristãos são perseguidos menos brutalmente do que no Iraque, mas não menos efetivamente. Em muitos casos, a perseguição têm a aprovação tácita do governo. Na Argélia, por exemplo, ela tomou a forma de notícias de jornal sobre um padre que tentou converter muçulmanos ou insultou o profeta Maomé – e que divulgaram o endereço do padre, numa clara convocação para a população fazer justiça com as próprias mãos. Ou um canal de televisão pública pode veicular programas com títulos como “Nas Garras da Ignorância”, que descreve os cristãos como satanistas que convertem muçulmanos com o auxílio de drogas. Isso aconteceu no Uzbequistão, que está no décimo lugar do “índice de perseguição” da Open Doors.


Convertidos correm grande risco
Os muçulmanos que se converteram ao cristianismo, entretanto, enfrentam um perigo ainda maior do que os próprios cristãos tradicionais. A apostasia, ou a renúncia ao Islã, é castigada com a morte de acordo com a lei islâmica – e a pena de morte ainda se aplica no Irã, Iêmen, Afeganistão, Somália, Mauritânia, Paquistão, Qatar e Arábia Saudita.
Até no Egito, um país secular, os convertidos atraem a cólera do governo. O ministro da religião defendeu a legalidade da pena de morte para os convertidos – embora o Egito não tenha uma lei como esta – com o argumento de que a renúncia ao Islã é alta traição. Esses sentimentos fizeram com que Mohammed Hegazy, 27, convertido para a Igreja Cóptica Ortodoxa, passasse a se esconder há dois anos. Ele foi o primeiro convertido no Egito a tentar fazer com que sua religião nova aparecesse oficialmente em sua carteira de identidade expedida pelo governo. Quando seu pedido foi recusado, ele tornou o caso público. Inúmeros clérigos pediram a sua morte em resposta.
Os cópticos são a maior comunidade cristã do mundo árabe, e cerca de 8 milhões de egípcios pertencem à Igreja Cóptica. Eles são proibidos de ocupar altas posições no governo, no serviço diplomático e militar, assim como de desfrutar de vários benefícios estatais. As universidades têm cotas para alunos cópticos consideradas menores do que a porcentagem que eles representam na população.
Não é permitido construir novas igrejas, e as antigas estão caindo aos pedaços por causa da falta de dinheiro e de permissão para reforma. Quando as meninas são sequestradas e convertidas à força, a polícia não intervém. Milhares de porcos também foram mortos sob o pretexto de combater a gripe suína. Naturalmente, todos os porcos pertenciam a cristãos.


Mais direitos para os cristãos?
Mas também há pequenos indícios de que a situação de cristãos acuados em países islâmicos possa melhorar – dependendo do tanto que recuarem o nacionalismo e a radicalização do Islã político.
Uma das contradições do mundo islâmico é que a maior esperança para os cristãos parece surgir exatamente do campo do Islã político. Na Turquia, foi Recep Tayyip Erdogan, um ex-islamita e agora primeiro-ministro do país, que prometeu mais direitos aos poucos cristãos remanescentes no país. Ele aponta para a história do Império Otomano, no qual os cristãos e judeus tiveram de pagar um imposto especial por muito tempo, mas em troca, tinham a garantia de liberdade de religião e viviam como cidadãos respeitados.
Uma atitude mais relaxada em relação as minorias certamente representaria um progresso para a Turquia.
Tradução: Eloise De Vylder
Fonte: UOL e DER SPIEGEL   SIT www.vozdosmartires.com.br




segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

CAPELANIA E A PRATICA DO AMOR POR CRISTO E PELO PRÓXIMO


SEJA UM VOLUNTÁRIO, FAÇA CAPELANIA
Equipe de Capelania: Silvia, Liane, Efigenia e Felipe

O que é Capelania
“O ministério de Capelania Hospitalar Evangélico é a prática do amor por Cristo e pelo próximo, vestido em roupas de trabalho.”
É levar esperança aos aflitos, quando esses relatam suas dores e medos aos ouvidos atentos de quem experimentou na pele a dor e a perda e, consolado por Deus, se dispõe a levar o consolo a outros.  Um trabalho humanitário de solidariedade, uma tênue luz de esperança, confortando e ajudando o enfermo a lidar com a enfermidade, a engajar-se ao tratamento médico indicado, e até mesmo a preparar-se para enfrentar a morte, quando não há expectativas de cura mesmo a preparar-se para enfrentar a morte, quando não há expectativas de cura aflige, é sempre a graça, a misericórdia e o amor de Deus, em Sua busca por amizade e comunhão com o ser humano através de Cristo, que nos oferece o perdão e a vida abundante e eterna.
Missão da Capelania
A Capelania tem como missão atuar nos hospitais através de voluntários capacitados que levam amor, conforto e esperança aos pacientes, familiares e profissionais da saúde, vivendo a fé cristã através do atendimento espiritual, emocional, social, recreativo e educacional, sem distinção de credo, raça, sexo ou classe social, em busca contínua da excelência no ensino e no ministério de consolo e esperança eternos.

Os benefícios para os hospitais.
Os hospitais que contam com este ministério são melhor conceituados por terem visão holística, renovando a esperança  e a força para lutar e trazendo novo desejo de vida aos pacientes hospitalizados ou em tratamento ambulatorial.  Em muitos casos, a Capelania ajuda a preparar o paciente terminal e sua família  para enfrentar a morte próxima, trazendo-lhes consolo e esperança da vida eterna.

O impacto da fé sobre a saúde física e mental
Pesquisas científicas têm sido publicadas reafirmando o impacto da fé sobre a saúde física e mental de pessoas que têm uma fé intrínsica e demonstram frequência a uma comunidade religiosa. Nestas pesquisas torna-se evidente que o grupo dos cristãos ocupa o centro das respostas favoráveis, o que nos faz lembrar que muito além da “fé na fé”, estas pessoas têm em Cristo a resposta para suas vidas, sendo ajudados e sustentados por Ele em todos os momentos.


O QUE É A HUAP
O HUAP(Hospital Universitário Antonio Pedro Niteroi) voluntário nasceu de um sonho antigo do Projeto de Humanização. A partir da realização de um evento no Hospital , percebeu-se o interesse dos pacientes em participar das oficinas . Criou-se o primeiro projeto de oficina que chamou-se Projeto Criarte.
Hoje, os objetivos do Humaniza HUAP são:
- Apoiar as atividades do HUAP voluntário, com vistas a manutenção de uma qualidade no atendimento humanizado de pacientes e a integração com a Unidade Hospitalar;
- Orientar a população usuária do Hospital Universitário Antonio Pedro, através de ações de acolhimento; além da divulgação das atividades desenvolvidas e seus resultados, contribuindo diretamente na promoção e proteção de saúde física e psicosociespiritual;
Colaborar com o Hospital Universitário Antonio Pedro, na realização e captação de recursos humanos para projetos, programas e ações que visem a melhoria do HUAPvoluntário;
-Valorizar os programas, projetos e ações de melhorias priorizadas pelo Hospital Universitário; e
- Prestar apoio material, social e espiritual aos pacientes que precisarem. Os voluntários do HUAPvoluntários atuam na organização, planejamento e desenvolvimento de atividades com os pacientes em tratamento e seus acompanhantes, criando um clima positivo e propiciando momentos de lazer, relaxamento, distração e apoio espiritual(Capelania Evangélica e Pastoral da Saúde) diminuindo assim os medos, angustias e inseguranças oriundas do processo de tratamento e internação.

Atualmente contamos com 14 projetos em funcionamento:
1 01)   Capelania Evangélica
   02) Pastoral da Saúde
   03) Clínica da Alegria           
   04)   Criarte
   05) Semeando Vida
   06) Luz
   07)   Recreando 
   08)   In-formação 
   09)   Acolher 
   10)   Alegria Pura 
   11) Boa Leitura 
   12)  Mulheres em Ação 
   13) Ciranda das Vovós 
   14) Primeiros Passos


VENHA FAZER PARTE DESTA EQUIPE VOLUNTÁRIA

INSCRIÇÃO: Hospital Universitário Antonio Pedro Niteroi
Endereço: Marquês do Paraná – 303 Prédio Anexo 3º andar
Maiores Informações: Tel:2629-9330/ 9631-9325
PROCURAR Coordenação do Projeto: Enfermeira                                           Any Barbosa Faria
                              Vagas para Março de 2012




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...