terça-feira, 16 de maio de 2017

ENTENDA O RAMADÃ



De acordo com o islamismo, Maomé estava andando em um deserto perto de Meca 610 d.C., onde atualmente localiza-se a Arábia Saudita. Certa noite, uma voz vinda do céu o chamou. Segundo a tradição foi a voz do anjo Gabriel que falou que Maomé tinha sido escolhido para receber a palavra de Alá. Nos dias posteriores, Maomé começou a falar os versos que seriam transcritos, compondo o Alcorão.
O início do ramadã em cada ano é baseado na combinação das observações da Lua e em cálculos astronômicos. O término do ramadã é determinado de maneira semelhante, por isso, as datas variam de ano a ano, podendo ser realizado em diferentes meses e estações.

O ramadã é um dos mais tradicionais e importantes eventos anuais para os muçulmanos e compõe um dos cinco pilares (Shahada - profissão de fé, Salah - cinco orações diárias, Sakat - caridades, Ramadã/Suam - jejum e Hajj - peregrinação a Meca), ou obrigações, da fé islâmica.
Quem deve ou não praticá-lo
Segundo a Jurisprudência Islâmica, o jejum é obrigatório para todo muçulmano que tenha atingido a puberdade e que goze de perfeita saúde física e mental.
O primeiro jejum de uma pessoa na comunidade muçulmana é algo para celebração e festa. A isenção temporária do jejum é baseada nas circunstâncias individuais, que precisam ser analisadas durante o mês e, aconselhadas por um Imam (líder religioso) ou por um estudioso islâmico. No entanto, na maioria dos casos os dias de jejum perdidos terão de ser compensados por um número de dias iguais, a qualquer momento antes do próximo ramadã.

No caso de um doente terminal ou de uma doença incurável a pessoa deixa de jejuar definitivamente, tendo que dar uma refeição a um necessitado para cada dia não jejuado, ou o equivalente ao valor de uma refeição, caso tenha condições para tal, caso contrário não está obrigado a nada.
O jejum é feito por cerca de 29 dias entre o nascer e o pôr do sol e traz implicações no cotidiano. Muitos ataques a igrejas e cidadãos cristãos costumam acontecer nos últimos dias do ramadã. Um desses dias é denominado de Laylat al-Qadr (literalmente "Noite do Destino", também conhecida como "Noite do Poder") e que normalmente é comemorado no 27º dia do jejum. Neste dia acredita-se que o profeta Maomé tenha recebido a revelação dos primeiros versos do Alcorão. Muitos cristãos do mundo muçulmano são alvo de processos penais e violência por se negarem a praticar o jejum islâmico.
Ore pelo mundo muçulmano durante o ramadã!


sábado, 13 de maio de 2017

MÃE, FILHA, SERVA, MULHER, MISSIONÁRIA.

“DEVOLVAM AS NOSSAS MENINAS”, MÃES QUE ATÉ HOJE CHORÃO PELAS SUAS FILHAS BOKO HARAM NIGÉRIA

Os jihadistas invadiram no dia 14 de abril de 2014 a escola de Chibok, no estado de Borno, e conseguiram sequestrar 276 meninas que se preparavam para fazer suas provas.
Embora 57 das sequestradas tenham conseguido escapar, o destino das outras 219 continua sendo incerto. Um mês depois do rapto, o grupo publicou um vídeo no qual mostrava uma dezena delas vestidas de preto recitando o Alcorão resignadas.
O líder do Boko Haram, Abubakar Shekau, se vangloriou na época, afirmando que as meninas haviam sido convertidas ao islã e que foram obrigadas a se casar com membros do grupo jihadista.

MÃES REFUGIADAS PRECISAM DO SEU APOIO

Hasna está faminta, e ainda assim precisa amamentar seu filho

Para Hasna e muitas outras mães no mundo, a sua doação pode ser a última esperança de sobrevivência.
Ela e seu filho precisam da sua generosidade. Estenda a mão para que mães refugiadas - na Síria, no Iraque, no Sudão do Sul, na República Centro-Africana - possam se abrigar em segurança e ter acesso a alimentação.
Neste mês das mães, mostre que você se importa.
As vidas delas e suas famílias dependem da sua doação.

Por favor, pense nisso como uma doação feita em honra de todas as mães do mundo, principalmente a sua.
 https://doar.acnur.org



MULHER ISLÂMICA, UMA MÃE SEM VOZ

Cinco mulheres vestindo véu islâmico foram impedidas de entrar em uma creche na Bonifacio, na ilha francesa de Córsega, pelos pais de outras crianças nesta segunda-feira. A polícia precisou ser chamada para controlar a confusão, reportou a imprensa local.
O incidente aconteceu na volta às aulas após as férias de verão (no hemisfério norte). Os pais que barraram na porta da creche as mães que vestiam o hijab alegaram que seus filhos são repreendidos por funcionários se levarem cruzes cristãs à creche, segundo a rede BBC.
Na França, alunos e professores são proibidos de usar símbolos religiosos, como o véu islâmico, mas não há veto direcionado aos pais das crianças. http://veja.abril.com.br

 Maio é mundialmente conhecido o mês das mães a SEMIADECIN – Secretaria de Missões da Assembleia de Deus Cidade Nova parabeniza todas as mães principalmente as mães MISSIONÁRIAS que se encontras no campo pregando, cuidando, confortando, sendo perseguidas cumprindo o IDE do Senhor.

Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos. Salmos 126:6

RECEBA O NOSSO CARINHOSO ABRAÇO DE TODA EQUIPE SEMIADECIN

Resultado de imagem para MISSIONARIAS BRASIL EVANGELICAS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...