terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

A CLASSIFICAÇÃO DA PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA 2014


Segundo as pesquisas da Portas Abertas, a maior fonte de perseguição à Igreja em 2013 foi o extremismo islâmico. Dos 50 países listados na Classificação da Perseguição Religiosa, 36 deles apresentaram essa tendência, principalmente na África. A perseguição aos cristãos está se tornando mais intensa em mais países, espalhando-se pelo continente africano.

Além disso, os dez países mais hostis aos cristãos tratam-se de nações que passam por sérios problemas em seu governo: Somália, Síria, Iraque, Afeganistão, Paquistão e Iêmen. Junto a eles, Coreia do Norte, Arábia Saudita, Maldivas e Irã completam a primeira dezena de países onde ser cristão pode custar a própria vida.

Coreia do Norte
Pelo 12º ano consecutivo, a Coreia do Norte está no primeiro lugar da Classificação. Em nenhum outro país do mundo os cristãos são tão ferozmente perseguidos por causa de sua fé. Assim como outros norte-coreanos, os cristãos têm de sobreviver sob um dos regimes mais opressivos da atualidade. Eles têm de lidar com funcionários corruptos, más políticas, catástrofes naturais, doenças e fome. 

Eles precisam esconder a sua decisão de seguir a Cristo porque os cristãos são vistos como espiões dos “americanos imperialistas” e os “traidores sul-coreanos”, que usam a religião para envenenar sua “gloriosa nação”. Está entre 50 e 70 mil o número de cristãos norte-coreanos presos em campos de trabalho forçado. A punição para quem possuir uma Bíblia é prisão perpétua ou execução. 

Somália
Pela primeira vez, um país da África Subsaariana ocupa o segundo lugar na lista, uma posição anteriormente ocupada pela Arábia Saudita. A Somália é, em parte, controlada por islamitas moderados, principalmente na capital, Mogadíscio. No entanto, a vigilância à paisana permeia a sociedade em busca daqueles que, em segredo, se converteram do islamismo para o cristianismo. Por conta disso, a Igreja tem de funcionar com limitações.

Fora das regiões controladas pelo governo, a Somália é refém do movimento militante islâmico Al-Shabaab, que comete terríveis atos de violência na tentativa de implantar a sharia (lei islâmica).

Síria
A Síria, que no ano passado ocupava a 11ª posição na lista dos países mais opressores aos cristãos, pulou para o terceiro lugar em 2014. A guerra civil que acontece no país há quase três anos, já resultou em mais mártires do que qualquer outra nação na lista. Em 2013, 1.213 cristãos morreram por sua fé, a maioria nas mãos de grupos jihadistas. Durante o período mais recente, mais cristãos foram mortos na Síria em todos os meses de 2013, do que foram mortos no mundo todo em 2012.

Para saber mais, acesse a página 
Cristãos Perseguidos. www.portasabertas.org.br

Fonte Portas Abertas Internacional

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...