quarta-feira, 26 de março de 2014

INDIANOS ALEGAM RAZÕES PARA BATER NA ESPOSA

imagem ilustrativa
Mais da metade dos maridos acham que é justificado bater na esposa se ela sair à rua sem autorização, segundo um estudo realizado na Índia. Porcentagens menores, mas ainda substanciais, de homens referem outros motivos legítimos para se ser violento: a má cozinha, a negligência a cuidar da casa...

Dado que o órgão responsável pelo estudo entrevistou mais de 30 mil mulheres em 2500 zonas, os resultados parecem fiáveis. Duas informações cruciais: metade das mulheres casaram antes dos 18 anos (a idade mínima, segundo a lei) e dois quintos não escolheram os seus maridos. A humilhação começa cedo.

Quanto à entrega do dote, mantém-se prática corrente. A família do noivo recebe uma quantia em dinheiro, ou então prendas diversas; o relatório menciona carros, motas, televisões, etc. Também aí se revela que à mulher é atribuído um valor inferior ao do homem. O dote compensará o suposto desequilíbrio.

Há uns tempos, uma reportagem num jornal americano mostrava uma família indiana onde a esposa costumava ser esbofeteada pelo marido. Entretanto ela fundou uma pequena empresa de trabalhos de costura, e teve a sorte de se sair bem; cresceu, contratou empregadas, tornou-se uma mulher próspera. Ao mesmo tempo, o marido ficava desempregado.

A situação familiar alterou-se. A mulher é quem manda agora, e o marido deixou de lhe bater. Mas ele explica que não é por causa de dinheiro, não senhor. É que ela já não faz nada para merecer castigo... 
Fonte: www. mcmpovos.com.br | Imagem ilustrativa


Livro de Provérbios 31:10-31

10 Uma esposa exemplar; feliz quem a encontrar! É muito mais valiosa que os rubis.
11 Seu marido tem plena confiança nela e nunca lhe falta coisa alguma.
12 Ela só lhe faz o bem, e nunca o mal, todos os dias da sua vida.
13 Escolhe a lã e o linho e com prazer trabalha com as mãos.
14 Como os navios mercantes, ela traz de longe as suas provisões.
15 Antes de clarear o dia ela se levanta, prepara comida para todos os de casa, e dá tarefas as suas servas.
16 Ela avalia um campo e o compra; com o que ganha planta uma vinha.
17 Entrega-se com vontade ao seu trabalho; seus braços são fortes e vigorosos.
18 Administra bem o seu comércio lucrativo, e a sua lâmpada fica acesa durante a noite.
19 Nas mãos segura o fuso e com os dedos pega a roca.
20 Acolhe os necessitados e estende as mãos aos pobres.
21 Não receia a neve por seus familiares, pois todos eles vestem agasalhos.
22 Faz cobertas para a sua cama; veste-se de linho fino e de púrpura.
23 Seu marido é respeitado na porta da cidade, onde toma assento entre as autoridades da sua terra.
24 Ela faz vestes de linho e as vende, e fornece cintos aos comerciantes.
25 Reveste-se de força e dignidade; sorri diante do futuro.
26 Fala com sabedoria e ensina com amor.
27 Cuida dos negócios de sua casa e não dá lugar à preguiça.
28 Seus filhos se levantam e a elogiam; seu marido também a elogia, dizendo:
29 "Muitas mulheres são exemplares, mas você a todas supera".
30 A beleza é enganosa, e a formosura é passageira; mas a mulher que teme ao Senhor será elogiada.
31 Que ela receba a recompensa merecida, e as suas obras sejam elogiadas à porta da cidade.

Que Deus abençoe os nossos missionários e irmãos em Cristo na Índia. Oremos para que a Palavra de Deus chegue a CADA INDIANO.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...