sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

MISSIONÁRIO NÃO VAI SOZINHO NÃO SALTE A SUA MÃO


“...vai para a terra que te mostrarei.” Gn.12.1b

Postagem Miss. Liane Cruz Secretária do SEMIADECIN

A PARTIDA:
A partida de um missionário geralmente é feita em culto “culto de despedida”. Sempre será coberta de louvor e honra para a igreja e para o missionário. Banda de musica, coral, palavras de incentivo, orações, lágrimas as vezes. Mas enquanto o missionário esta sentado, envolvido por todo este momento, em sua mente, algo mais está se passando, só que não aparece no culto.
Mas o que se passa na mente do missionário?
Chegou o momento de abandonar tudo!
Há muitas coisas ele já abriu mão, mas agora terá de deixa-las para trás. Estudos, amigos, famílias, lar, idioma, cultura, e tudo o que construiu.
A casa por exemplo, e tudo o que o missionário adquiriu no decorrer de sua vida serão deixados para trás, geralmente vendidos para ajudar a custear as despesas. Bom seria se as despesas fossem custeadas na integra pela igreja que o está enviando.
Outro exemplo que citamos é o caso de missionário com um bom emprego, bom salario e até, em outros casos ele tem seu próprio negocio, mas chegou a hora de deixar tudo para trás e se colocar apenas nas mãos de Deus.
A SEPARAÇÃO
Todos nos vivemos cercados de um determinado grupo de indivíduos que nos rodeiam mais próximos do que outros.
O missionário também faz parte de um grupo como este e agora chegou o momento de separar-se deles e isto talvez seja o mais difícil na vida de qualquer missionário. E como retirar um pedaço de si mesmo, é como retirar parte da sua vida.

DEIXAR A IGREJA
O convívio diário com os irmãos, o coral no qual cantava, o circulo de oração da congregação, os dias de culto, enfim, tudo aquilo que a igreja local representava para ele, precisa ser abandonado.

A CHEGADA
O contraste entre a sua antiga vida e a nova que esta diante dos seus olhos. Muitas vezes ele é recebido com desconfiança e até com hostilidade.
Apesar de todas as dificuldades que poderão surgir, se o missionário persistir, com o passar do tempo, ele as superará todos os problemas serão suplantados.
Não quero que você desista da obra missionaria por causa das dificuldades, quero que você mude a sua visão  ame a obra. Interceda, e coopere. Quando Deus chama, garante e prepara.
Faça a sua parte escreva, participe, informe-se sobre a obra missionaria na sua igreja. Não importa se o missionário é conhecido ou não cubra ele com oração.
Livro Missiologia  Alpha




Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...